Arquivo da tag: compras

Alfândega: Dicas para quem ta voltando das compras

Alfândega – Compras!

Naturalmente, toda pessoa que passa pela alfândega vindo de uma viagem (por mais veterana que seja) possui um inevitável medo de tal procedimento. A maior insegurança está com certeza na possibilidade de pagar impostos altíssimos quando pego. Tudo isso pode ser motivo de nervosismo, evite.

Há algumas coisas que podemos fazer para evitar esse tipo de insegurança. Respeitar alguns limites e conhecer o que não paga imposto é um dos meios. Ah! Outra dica importante é: fale tranquilamente caso seja barrado pela fiscalização e explique sua situação. Tudo numa boa!

Vamos conhecer agora, alguns tópicos que compõem o assunto e que podem fazer total diferença na hora passar dessa “fase”. Acompanhe:

O que não paga imposto?

Para começar, na hora das compras, você pode se organizar e levar só aquilo que realmente não paga imposto, como tudo que for de seu uso pessoal. Roupas, sapatos, smartphone, câmera digital, relógio e até leitores de livros não pagam. Lembrando que para esses produtos existe uma regrinha básica, você só pode levar 1 de cada (exceto livros e peças de roupas).

Funcionário da alfândega revistando mala de passageiro.

Passar pela alfândega (Foto: Reprodução)

Basicamente, isso quer dizer que se você compra um relógio no valor de US$5.000 dólares ou uma câmera fotográfica no valor de R$800 dólares, nenhum imposto será cobrado, mas… Se você trouxer 2 de cada, por exemplo, certamente terá que arcar com as consequências que pesarão o seu bolso.

Dica: se tem intenção de comprar aparelhos que já tem, deixe os seus em casa. Como câmeras, celulares e afins.

Qual é a minha cota? Ela vale pra todas as compras?

A cota de um cidadão comum no exterior chega a ser em média US$500 dólares. Ele vale sobre todo tipo de compra que fizer, mas não entra nos classificados de aparelhos para uso pessoal. Ou seja, você pode comprar o que quiser (1 de cada) dos aparelhos listados acima e eles não entram em sua cota.

Dica: notebooks e ipads não são inclusos em modalidade de aparelhos de uso pessoal. 

Roupas

Todas as roupas e utilidades como livros, dvds e alguns outros itens podem ser passados tranquilamente em declaração de que são para seu uso pessoal. Não existe problema algum em comprá-los em quantidades elevadas, mas não exagere e não tenha nenhum deles repetidos. Evite trazer itens iguais e as mesmas peças de roupas.

Dica: no caso das roupas, retire as etiquetas e não repita peças. 

Limites para cigarro, bebidas alcoólicas e cosméticos

Esses itens também não são inclusos em sua cota, você pode trazê-los tranquilamente se respeitar os limites estabelecidos pela receita federal. Eles fazem parte dos elementos de uso pessoal. Respeitando os limites, é fácil ter sucesso em suas compras.

Limites

  • Bebidas alcoolicas – 12 litros
  • Cigarros – 10 maços
  • Charutos – 25 charutos
  • Cosméticos – 10 itens (variando entre perfumes, cremes, maquiagem e esmaltes)

Dica: é muito importante que o comprador tenha bom senso e não produtos iguais.

Passou da cota?

Bom, se você ultrapassou a marca de US$500 dólares, precisará tomar algumas providências. Antes de mais nada, depois de ter pego suas malas, procure um guichê que indica “bens a declarar” na alfândega. Chegando lá, peça orientações sobre os procedimentos, mas tudo se baseia em abrir sua mala, avaliar os itens que ultrapassaram a cota e pagar o imposto.

50% de todo valor que excedido será cobrado como imposto, para calcular é bem simples. Supomos que você fez uma compra que superou US$500 dólares, ou seja, sua cota é US$500 e você fez US$1.000 dólares em compras. O valor excedido nesse caso é US$500 dólares, sendo assim, você pagará US$250 dólares de imposto. O mesmo se dá a qualquer tipo de quantia.

Dica: procure você mesmo fazer as contas antes de passar pela alfândega,  evitando constrangimentos.

Caso seja pego na fila de “nada a declarar”, tendo imposto a ser pago, o que acontece é que além da multa de 50%, você pagará mais 50%, por “agir de má fé”. Nesse caso, se o valor que deveria ser pago é de US$250 dólares, ele será de US$500. Então, se deseja evitar esse constrangimento e gasto a mais, declare seus bens.

Dicas gerais para quem deseja evitar a insegurança ao passar pela alfândega

1° Faça suas contas no quarto de hotel – Para não passar por nenhum desconforto ou problema com os fiscais, dentro do seu quarto de hotel, no seu sossego pessoal, faça todas as contas e descubra o que pode exceder. De acordo com as informações aqui precisas, basta avaliar o que é ou não de uso pessoal e o que pode exceder.

2° Tudo que comprar, guarde nota fiscal – Sempre os estrangeiros são alvo de desconfiança. Guarde todas as suas notas e sempre as tenha em mãos. Compre uma pequena pasta que caiba dentro da bolsa ou mochila para deixá-las separadas. Sempre que alguém solicitar, estará pronto a entregar.

3° Não pense que pode passar sem ser pego – Essa é uma ideia totalmente tola, acaba fazendo com que a maioria dos “picaretas” se deem muito mal. É melhor ser honesto e pagar o valor excedido corretamente do que tentar passar por desapercebido (o que nunca acontecerá) e pagar o dobro do valor do imposto.

4° Evite confusão – Se você pretende dividir as malas entre seus companheiros de viagem, faça isso quando sair do hotel. Não faça bagunça no aeroporto e não tumultue dividindo malas. Chegue, coloque tudo num carrinho e caminhe direto para a fila (algumas pessoas vão direto para o free shop, sem problemas). Bagunça faz com que eles o observem e o vetem na passagem.

Você precisa entender, no final de tudo isso, que a alfândega é  mais preparada hoje em dia para fiscalizar devido os “espertinhos” que tentam bular-la. Não tente agir fora da lei, se for parado, respeite e pague a taxa estabelecida. Só desta maneira será possível fazer compras e passar tranquilamente pela alfândega.

Como trocar os ingressos da Disney?

Ingressos da Disney – troca

Anualmente, centenas de brasileiros de diversas partes do país voam destinando-se à Disney, em Orlando. Normalmente, a compra dos ingressos ocorrem aqui no Brasil. Quando chegam lá, tudo está devidamente pronto à sua espera, é uma ótima opção já que você estará “tranquilo”.

O que deixa algumas pessoas confusas é a compra dos ingressos. Existem várias formas de realizar a compra, através da internet, na bilheteria de cada parque ou até efetuar a compra do ingresso hopper que lhe dá o direito de visitar parques diferentes num mesmo dia.

Os brasileiros costumam fazer esse tipo de compra para 2 dias ou mais dentro do complexo. Mas é necessário saber se realmente terá “pique” para visitar mais de um parque por dia. O Ingresso Hopper, lhe dá direito a fazer uso de qualquer um dos parques temáticos, mas é interessante pensar bem, já que cada parque possui uma quantidade absurda de atrações. Talvez não seja necessário pagar mais, se não vai usar.

Personagens da Disney, pateta, pluto, mickey, minnie e pato donald.

Personagens da Disney (Foto: Reprodução)

Para ter acesso a esse tipo de vantagem, você terá que desembolsar cerca de US$60 dólares a mais. Enquanto, se optar pela compra diária, o ingresso sairá por cerca de US$5 dólares ou você pode comprar pequenos pacotes, como 10 dias por US$35 dólares. Lembrando que o ingresso único dá direito a 1 dia, em 1 parque temático.

Não tem nenhuma especificação sobre saídas, você pode circular livremente, mas será necessário que entre e saia do parque ingressado naquele dia. A opção está incluída em qualquer tipo de ingresso, seja via internet ou na bilheteria da Disney. Se você for passar mais de 4 dias em Orlando, vale a pena comprar o hopper. Se não for, não é uma boa opção.

Pense um pouquinho, discuta com sua família e tente realmente entender a necessidade da visitação diária em parques diferentes. Opte pelo que for melhor para você. Caso vá ficar menos de 4 dias no complexo, o hopper é uma saída, mas saiba que ficará exausto!

Dicas de compras e moda

Orlando é uma cidade que dá para fazer boas compras sem gastar muito. As grifes que geralmente custam “os olhos da nossa cara” aqui, acabam por serem muito baratas lá. A dica é procurar fazer suas compras em outlets, que são uma espécie de shoppings livres.

Os outlets oferecem diversas marcas famosas como Hollister e Abercrombie, mais famosas aqui no Brasil. A diferença de preço é tão grande, que chegam a custar cerca de 400% a menos do que aqui. Procure o Premium Outlet, além de ser um dos mais baratos oferecem muitas opções de marcas.

Para você que ficará hospedado próximo a Disney ou dentro do complexo, basta se dirigir à um Premium localizado ali bem pertinho na 8200 Vineland Avenue. Dentre as marcas vendidas, teremos:

  • Adidas
  • Armani
  • Burberry
  • Calvin Klein
  • Carters
  • Coach
  • Diesel
  • Elizabeth Arden
  • Gap
  • Guess
  • Hugo Boss
  • Lacoste
  • Levis
  • Nautica
  • Nike
  • Polo Ralph Lauren
  • Prada
  • Puma
  • Reebok
  • Salvatore Ferragamo
  • TAG
  • Tommy Hilfiger

Você também contará com praças de alimentação com a maior variedade possível de restaurantes. Só seja rápido ao pegar sua fila, a espera para almoçar no outlet geralmente é bem grande, separe um bom dinheiro e aproveite para fazer compras enquanto se diverte na Disney.

Dica: não leve nenhum tipo de aparelho celular, câmera fotográfica, roupas, sapatos e livros. Isso facilitará sua vida na alfandêga se tiver interesse em comprar muito em Orlando. 

Punta Cana: Compras e dicas para brasileiros

Punta Cana

Punta Cana está localizada próximo a República Dominicana. Para quem não sabe, ela é parte do mar do Caribe e totalmente banhada pelas águas caribenhas. É um destino indicado a quem deseja “esquecer-se da vida” por algum tempo. Rodeada pela natureza e por milhares de belezas.

Interessante saber que o destino não é adequado para quem deseja história ou centros culturais. O lugar é muito tropical para isso. É voltado especialmente para quem prefere sol, calor, praia e o Caribe é claro! Conforto, belíssimas paisagens e tranquilidade é o que você mais terá viajando até Punta Cana.

Segundo a história do lugar, o início do desenvolvimento ocorreu em meados dos anos 90 quando os primeiros hotéis estavam sendo construídos e o governo local investindo nas belezas naturais. Hoje são totalmente valorizados os 50 km de praias e você pode desfrutar de todo conforto em qualquer um dos 40 hotéis de seu território.

Tudo parece ter sido preparado exclusivamente para você, com restaurantes especializados, ambientes relaxantes, praias apropriadas para cada estilo de pessoa, cassinos e várias discotecas. Estima-se que cerca de 10.000 brasileiros tenham Punta Cana como destino anualmente.

Punta Cana é um ótimo destino para quem deseja relaxar.

Punta Cana (Foto: Reprodução)

Compras!

O mais importante sobre esse assunto é que você não conseguirá sair de Punta Cana carregando milhares de sacolas de compras. Sem sombra de dúvidas esse NÃO é o destino certo pra isso. Maaaas… É possível que você consiga levar lembranças para todos os seus queridos e ainda algumas peças de roupa.

Como é de se esperar em qualquer território caribenho, os preços são bastante salgados. A esse respeito, a maior dica que damos é que procure as lojinhas que fazem parte do hotel em que estiver hospedado. Lá você encontrará os preços mais baixos e ainda contará com peças de qualidade.

Também será possível encontrar outros tipos de apetrechos simples e muito válidos para dar de lembrança como chaveiros, bolsas, camisetas, bebidas, canecas e afins. Quem se hospeda em resort tem mais sorte ainda, eles contam com as inúmeras feiras de artesanato dentro dos complexos.

Na recepção de qualquer hotel será possível se informar quando as feiras dão início. Além disso, você pode negociar com o vendedor. Se aceitar um preço logo de cara, certamente cobrarão muito mais caro por outros produtos que porventura lhe interessarem na mesma banca ou em outras.

Já quem prefere grifes, dê uma passadinha no Shopping Palma Real. Ele é especializado em vendas de produtos de marcas famosas como Puma, Billabong e Hardrock. Também é interessante que dê uma olhadinha no free shop já no aeroporto, outra ótima opção para compras.

Dicas de viagem

Para evitar perda de tempo, tenha o cuidado de tomar conta de alguns procedimentos antes de viajar. Esses são:

  • Tome vacinas específicas
  • Faça seu seguro-viagem
  • Retire seu passaporte
  • Compre no aeroporto seu cartão de acesso ao país por US$10 dólares
  • Troque seu dinheiro por dólares (apenas, nada de peso dominicano)
  • Coloque somente roupas leves na mala
  • Alguns restaurantes exigem calça comprida ao adentrar (leve pouca quantidade 1 ou 2 peças)
  • Evite abordagens dos dominicanos dizendo que é noiva (no caso de ser mulher)
  • Dê gorjeta sempre que puder
  • Nunca aceite o primeiro preço, sempre negocie 
  • Escolha um hotel que lhe agrade totalmente

Para qualquer eventualidade, os brasileiros que estiverem em Punta Cana devem procurar a Embaixada de Santo Domingo. Todas as informações com relação a sua viagem podem ser obtidas através desse órgão. Emergências também são resolvidas junto a Embaixada.